ENTRE... LIVROS

Novembro 02 2022
LER PARA A PAZ E HARMONIA GLOBAIS na biblioteca.
Sessões de Leituras Dialogadas a partir da obra de Ruth Vander Zee " A História de Erika" e de  " A Guerra" de Anaïs Vaugelade e da leitura do poema "A PAZ "de Sidónio Muralha.
Obrigada aos alunos do 9ºano às turmas do 5º e 6ºanos e aos professores que acompanharam os alunos à biblioteca. A partir da leitura das obras e de um conjunto de questões preparadas pela biblioteca, dialogaram e refletiram como todos juntos podemos contribuir para um Mundo mais Tolerante e Pacíficoque nos deram um pouco do seu tempo para refletir, como todos juntos podemos contribuir para um Mundo mais Tolerante e Pacífico.

MIBE 22 blog.png

publicado por Biblioteca às 19:37
Tags:

Outubro 06 2022

"LER PARA A PAZ E HARMONIA GLOBAIS", por um Mundo mais Tolerante e Pacífico.

Leituras para a Paz.jpg

Seleção de livros que podes encontrar na nossa biblioteca que abordam temas como a guerra, a paz, tolerância e situação dos refugiados.
Devemos sempre lembrar que ler é esperar por melhor.
Outubro, mês internacional das bibliotecas escolares.
publicado por Biblioteca às 18:33

Outubro 03 2022
Outubro é o Mês Internacional da Biblioteca Escolar (MIBE), uma celebração anual das bibliotecas escolares em todo o mundo.
Este ano, a proposta da Rede de Bibliotecas Escolares é "LER PARA A PAZ E HARMONIA GLOBAIS".
Estejam atentos às atividades que vamos desenvolver nas bibliotecas do nosso Agrupamento.
Contamos com todos.

MIBE22A.jpg

publicado por Biblioteca às 13:54

Setembro 23 2022

esperando o outono.jpg

publicado por Biblioteca às 17:49

Setembro 23 2022
Bem vindos ao novo ano letivo! “Uma biblioteca é uma casa onde cabe toda a gente.”
A equipa das Bibliotecas deseja a todos os alunos um excelente ano letivo e votos de que o regresso à escola seja um momento de alegria, o reencontro com velhos amigos, o iniciar de novas amizades, a vontade de aprender e crescer em harmonia e com sucesso.
O nosso objetivo continuará a ser a dinamização das bibliotecas, tornando-as num espaço vivo, dinâmico, de convergência de todo o Agrupamento, de modo a que toda a comunidade escolar o sinta verdadeiramente como seu.
“Uma biblioteca é uma casa onde cabe toda a gente.”
Mafalda Milhões

cartaz boas vinda ao novo ano letivo.png

publicado por Biblioteca às 17:47

Julho 14 2022

TOP LEITOR 21-22.jpg

TURMA + LEITORA 21-22.jpg

publicado por Biblioteca às 18:51

Junho 17 2022
Decorreu ontem na biblioteca, a apresentação do livro 6 da edição 2021 “Histórias da Ajudaris " com a presença dos "Pequenos Grandes autores" (alunas e alunos do 6º1), Encarregados de Educação e do - Aguarelista - Ilustrador - Designer José Leal.
Os nossos jovens "autores" reconheceram que o seu envolvimento no projeto ajudou na aventura de espalhar a magia da escrita, da leitura, da arte e da ajuda aos que mais necessitam. Que continuem a inspirar-se na magia da palavra e do seu papel na construção de um mundo mais solidário.
PARABÉNS e um obrigada a todos a todos os que abraçaram esta "aventura".

1.jpg

7.jpg

Se eu fosse... quem sabe.jpg

Veja aqui um pequeno vídeo
 
 
publicado por Biblioteca às 18:32

Abril 25 2022

Mais-que-0-700x330.png

278589973_1925533627635059_8023527094545052804_n.j

 

278509587_661880651545384_6497321556533650126_n.jp

278135357_364119592167815_7174424761222754279_n.jp

278660120_1049799132274580_51194769398494548_n.jpg

publicado por Biblioteca às 16:52

Abril 11 2022
Os alunos do 5.º2;  5.º3 e 5.º5 receberam na biblioteca a oferta de um livro no âmbito do projeto "Craques da Leitura".
Não perderam tempo e iniciaram logo a aventura pelas páginas do livro que os cativou.

277238233_701693121015596_6158369671853421842_n.jp

276972130_376006814377607_7564481532407593537_n.jp

publicado por Biblioteca às 09:48

Março 25 2022
"Se eu fosse um Livro..."
Os alunos do 6º4 aceitaram o desafio da biblioteca sobre a possibilidade de serem um livro, que tipo de livro seriam, por que leitores seriam lidos, que emoções despertariam…
O resultado desta reflexão é este interessante e criativo trabalho.
Parabéns e obrigada pelo vosso empenho.👏👏

SE FOSSE UM LIVRO.jpg

publicado por Biblioteca às 17:38

Março 22 2022

dia mundial da poesia 2122.jpg

publicado por Biblioteca às 18:45

Março 22 2022

craques da leitura.jpg

274797183_293456159424508_2454270318507431322_n.jp

275849783_536538611230286_3173936037982816753_n.jp

publicado por Biblioteca às 18:43

Março 22 2022

CARTAZ SL2122.jpg

publicado por Biblioteca às 18:41

Fevereiro 25 2022
Decorreu hoje a fase municipal da 15.ª edição do Concurso Nacional de Leitura 2022.
Parabéns aos nossos representantes: Maria Carolina, Pedro Teixeira, Sara Martins, Raquel Domingos, Gonçalo e João Pedro Silva.
Ao João Pedro Silva do 10º1 Parabéns a dobrar porque foi um dos apurados (ao nível do Ensino Secundário) para estar presente na fase interconcelhia a decorrer em abril.
 

CNL.jpg

prémio CNL.jpg

publicado por Biblioteca às 23:56

Fevereiro 13 2022

Cartas de Anor quem as não tem...

Dia de S. Valentim.jpg

CARTAS DE AMOR QUEM AS NÃO TEM
Carta de Almeida Garrett a Rosa, Viscondessa da Luz, em 1854
❣
Que suprema felicidade foi hoje a minha, querida desta alma! Como tu estavas linda, terna, amante, encantadora! Nunca te vi assim, nunca me pareceste tão bela. Que deliciosa variedade há em ti, minha R. adorada! Possuir-te é gozar de um tesouro infinito, inesgotável. Juro-te que já não tenho mérito em te ser fiel, em te protestar e guardar esta lealdade exclusiva que te hei-de consagrar até o último instante da minha vida: não tenho mérito algum nisso. Depois de ti, toda a mulher é impossível para mim, que antes de ti não conheci nenhuma que me pudesse fixar.
E o que eu te estimo e aprecio além disso! A ternura d'alma verdadeira que tenho por ti! Onde estavam no meu coração estes afetos que nunca senti, que tu só despertaste e que dão à minha alma um bem-estar tão suave! Realmente que te devo muito, que me fizeste melhor, outro do que nunca fui. O que sinto por ti é inexplicável. Bem me dizias tu que em te conhecendo te havia de adorar deveras. É certo, assim foi, e estou agora seguro deste amor, porque repousa em bases tão sólidas que já nada creio que o possa destruir. Deixaste-me hoje num estado de felicidade tal, com tanta serenidade no coração, que não creio em toda a minha vida que ainda tivesse um dia assim. A minha imaginação tão exaltada, tão difícil, nunca foi além das doces realidades que tu me fazes experimentar. Tinha desesperado de encontrar a mulher que Deus formara à minha semelhança -- achei-a em ti, e já não desejo a vida senão para a gozar contigo e para me arrepender a teus pés do mal que fiz, do tempo que perdi, do que te roubei da minha existência para o mal empregar nas misérias de que me tenho querido ocupar. Digo -- que me tenho querido, porque não conseguia nunca: o meu espírito rebelava-se, o meu coração ficava indiferente, e nunca foram de ninguém senão teus.
Não penses que exagero: por Deus te juro que assim é, e que me podes crer: eu a ninguém amei, a ninguém hei-de amar senão a ti. A ti a virgindade do meu coração, que não puderam desflorar nunca nem os erros dos sentidos. nem as deceções do espírito, ou as ilusões da vaidade. -- E sou tão feliz em o conhecer que não imaginas: teria remorso verdadeiro se tivesse amado a alguém antes de ti; era uma quase infidelidade que me não podia perdoar.
E sabes tu? não sei se me engano, mas creio que não: estou persuadido que o mesmo passou por ti, e que a tua passada ilusão não foi senão ilusão que passou, e que este é o teu verdadeiro primeiro amor, em que alma, sentidos, coração, estima, afecto e entusiasmo estão reunidos, porque sem estas coisas todas bem sabes que não pode haver amor real e verdadeiro. -- Sou secante com este tema, bem o conheço. Mas que queres? Não posso ter outro: estou completamente estúpido para tudo o mais: sou como um instrumento em que todas as cordas se quebraram menos uma -- e que já não dá mais que um som em qualquer parte e por qualquer modo que o firam.
Sei que não receberás hoje esta carta, que não verei letras tuas tão-pouco, e amanhã passará todo o dia do mesmo modo. Paciência! Hoje tenho de que viver na doce recordação daquelas duas horas (bem escassas!) que me deste, e pelas quais -- quando mais não fosse, te abençoarei até o último instante da minha vida.
Adeus, adeus,
minha vida. Adeus.
Carta de amor à Viscondessa da Luz, de Almeida Garrett.
publicado por Biblioteca às 18:41

Blog da Biblioteca da Escola Básica e Secundária D.João V
Novembro 2022
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


arquivos

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Julho 2022

Junho 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Recursos Educativos Digitais
DIIGO
pesquisar
 
Professora bibliotecária
Joana Generoso
Professora responsável pelo blog
Joana Generoso
subscrever feeds