ENTRE... LIVROS

Maio 01 2011

                                                                                  

 

História do dia do trabalhador

 

No dia 1º de Maio de 1886, 500 mil trabalhadores saíram às ruas de Chicago, nos Estados Unidos, numa manifestação pacífica, exigindo a redução da jornada para oito horas de trabalho.

A polícia reprimiu a manifestação, dispersando a concentração, depois de ferir e matar dezenas de operários.

Contudo, os trabalhadores não desistiram, uma vez que todos achavam que eram demasiadas as horas diárias de trabalho.

Por isso, no dia 5 de Maio de 1886, quatro dias depois da reivindicação de Chicago, os operários voltaram às ruas e foram novamente reprimidos. O  resultado desta segunda manifestação foi a prisão de trabalhadores, alguns condenados  a prisão perpétua e a execução de quatro deles. 

A luta não parou e a solidariedade internacional pressionou o governo americano a anular o falso julgamento e a constituir novo júri, em 1888.

Os membros que constituíam o júri reconheceram a inocência dos trabalhadores, culparam o Estado americano e ordenaram que soltassem os três presos.

Em 1889, o Congresso Operário Internacional, reunido em Paris, decretou o 1º de Maio, como o Dia Internacional dos Trabalhadores, um dia de luto e de luta. E, em 1890, os trabalhadores americanos conquistaram a jornada de trabalho de oito horas.

Mais de um século passado, o 1º de Maio mantém todo o seu significado e actualidade.

 

publicado por Biblioteca às 10:15

Blog da Biblioteca da Escola Secundária c/ 2º e 3º Ciclos D.João V
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


Recursos Educativos Digitais
DIIGO
pesquisar
 
Professora bibliotecária
Joana Generoso
Professora responsável pelo blog
Joana Generoso