ENTRE... LIVROS

Novembro 30 2010
publicado por Biblioteca às 09:42

Novembro 25 2010

 

“Um bom livro é um bálsamo… uma biblioteca é desfrutar do Paraíso por inteiro.”  (Luiza Gosuen )

publicado por Biblioteca às 12:58

Novembro 23 2010

A proposta de leitura de hoje é A BELA INFANTA, romance tradicional português, recolhido por Almeida Garrett e publicado no seu Romanceiro.

Vai ser-te contada através de um ebook, especialmente criado para o efeito, para que possas também aprender a construir um e a utilizá-lo para publicares as tuas próprias histórias na net.

Clica no Play que está dentro do círculo onde se lê Launch myebook.

Aparecer-te-á, em seguida, uma nova página onde verás, novamente, a capa do ebook e, para abri-lo, tens duas opções:

-ou clicas sobre a imagem do livro;

-ou clicas, ligeiramente à direita, sobre o nome do mesmo.

Aparece-te, então, o ebook em tamanho grande e, para o abrires e continuares a passar as páginas, só tens que ir clicando no canto inferior direito das páginas pares, onde aparece um canto dobrado.

No fim, ouvirás música que está escondida no livro e que é um dos muitos recursos que podes utilizar na construção do teu próprio ebook.

 

Myebook - A BELA INFANTA - click here to open my ebook

 

Agora que já leste a história, podes ouvir a versão deste romance tradicional português, cantada em Trás-os-Montes .

 

publicado por Biblioteca às 08:14

Novembro 17 2010

publicado por Biblioteca às 20:34

Novembro 16 2010

 

 

 

publicado por Biblioteca às 08:02

Novembro 11 2010

 

No calendário litúrgico, o dia de S. Martinho celebra-se a 11 de Novembro, data em que este Santo, falecido dois ou três dias antes em Candes, no ano de 397, foi a enterrar em Tours, França.

Lenda de São Martinho

 

Conta-se que, em Amiens, provavelmente em 338, Martinho, valoroso soldado romano, durante uma ronda nocturna, no rigor do Inverno, encontrou um pobre seminu, tremendo de frio.

S. Martinho não hesitou: parou o cavalo e, com a espada, cortou ao meio a sua capa de militar, dando metade ao mendigo para o aquecer.

E, apesar de mal agasalhado, continuou o seu caminho.

Mas, subitamente, a tempestade desapareceu, o céu ficou límpido e um sol de Verão inundou a terra de luz e de calor.

Diz-se que Deus, para que se não apagasse da memória dos homens o acto de bondade praticado pelo Santo, todos os anos, nesta mesma época, pára por alguns dias o tempo frio, e o céu e a terra sorriem com a benção dum sol quente e miraculoso, o chamado Verão de São Martinho.

 

No dia de São Martinho costuma provar-se o vinho novo com que se acompanham as castanhas assadas, nos tradicionais magustos.

Estes não são mais do que vestígios de antigos rituais que se celebravam em honra dos mortos.

Antigamente, nalgumas regiões, os magustos começavam pelo dia de São Simão, a 28 de Outubro, e prolongavam-se até 11 de Novembro, dia de São Martinho.

 

 

PROVÉRBIOS POPULARES ALUSIVOS AO SÃO MARTINHO

 

- No dia de S. Martinho vai à adega e prova o vinho.
- Dia de S. Martinho fura o teu pipinho.
- Pelo S. Martinho mata o teu porquinho e semeia o teu cebolinho.
- Se o Inverno não erra caminho, tê-lo-ei pelo S. Martinho.
- Se queres pasmar teu vizinho lavra, sacha e esterca pelo S. Martinho.
- Dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.
- Pelo S. Martinho, prova o teu vinho, ao cabo de um ano já não te faz dano.
- Pelo S. Martinho mata o teu porco e bebe o teu vinho.
- Pelo S. Martinho semeia favas e vinho.
- Água-pé, castanhas e vinho faz-se uma boa festa pelo S. Martinho.

 

publicado por Biblioteca às 08:01

Novembro 09 2010

Deixamos-te hoje, por sugestão da Professora Maria João Seco, um poema da autoria da poetisa brasileira Cecília Meireles:

 

 A Língua de Nhem

 

Havia uma velhinha

que andava aborrecida

pois dava a sua vida

para falar com alguém.

 

E estava sempre em casa

a boa velhinha

resmungando sozinha:                                                                                          

nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...

                                                                                                                                                                            

O gato que dormia

no canto da cozinha

escutando a velhinha,

principiou também  

 

a miar nessa língua

e se ela resmungava,

o gatinho a acompanhava:

nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...

 

Depois veio o cachorro

da casa da vizinha,

pato, cabra e galinha

de cá, de lá, de além,

 

e todos aprenderam

a falar noite e dia

naquela melodia

nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...

 

De modo que a velhinha

que muito padecia

por não ter companhia

nem falar com ninguém,

 

ficou toda contente,

pois mal a boca abria

tudo lhe respondia:

nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...

                                                            

Se preferires, podes ouvir o poema musicado e ilustrado no vídeo seguinte: 

 

publicado por Biblioteca às 07:57

Novembro 04 2010

Regulamento 

 

1. Concurso aberto a alunos/turmas, professores e funcionários;

2. O conto não deve ultrapassar uma folha A4;

3. Cada concorrente/turma pode participar com um conto;

4. Os contos deverão obrigatoriamente apresentar um título;

5. Os trabalhos devem ser entregues até 30 de Novembro;

6. Os contos seleccionados serão expostos na biblioteca na última semana de aulas do 1º período;

7. Serão premiados os três melhores contos e todos os participantes receberão um Certificado de Participação;

8. Os trabalhos premiados serão divulgados aqui no blogue da Biblioteca;

9. O regulamento do Concurso está exposto na vitrina da Biblioteca.

 

 Contamos com a vossa participação!

 

publicado por Biblioteca às 18:16

Novembro 02 2010

 Novembro

 

 

O Mistério das Catacumbas Romanas

 

Sinopse: O Mistério das Catacumbas Romanas é a segunda aventura da colecção Os Primos. Desta vez os jovens aventureiros acompanham o casal de  embaixadores Torres a Roma. Aí conhecem Dragos, um jovem que lhes desvenda mistérios espantosos sobre subterrâneos, histórias secretas da antiga cidade imperial e dos Novos-Romanos. Com a ajuda de muita tecnologia, dos mapas secretos das catacumbas e de truques divertidos, inventados para escapar a situações de perigo e ao temido Boss, os primos desmascaram duas perigosas redes de malfeitores e quase recuperam as jóias da Coroa Portuguesa. Com muito suspense percorrem os corredores proibidos do palácio do imperador Nero, o Coliseu, o Vaticano e toda a fantástica Roma. Tudo isto sem nunca se imaginar o desfecho inesperado desta excitante aventura…
     As ilustrações são do italiano Umberto Stagni.

publicado por Biblioteca às 08:52

Novembro 01 2010

 

           

Sabes a origem do Dia das Bruxas ou Halloween?

A tradição do Dia das Bruxas não é uma tradição portuguesa.

Tal como outras que a pouco e pouco vão, infelizmente, substituindo as nossas próprias tradições, muitas vezes por meros interesses comerciais, também esta foi importada.

É uma festa pagã cujo nome original era Samhain, também conhecida como o Dia das Almas, pois tinha por objectivo prestar culto aos mortos.

Acreditava-se que, nesta data, os espíritos voltavam para visitar os seus lares e guiar os familiares até ao Além.

Este culto acabou por se misturar com a tradição cristã.

A Igreja defende que a origem do Halloween é principalmente católica, já que desde o século IV, se consagrava um dia para festejar Todos os Mártires.

Em inglês, esta vigília era chamada de All Hallow's Eve (Véspera de Todos-os-Santos).

Três séculos mais tarde a festa em honra do Todos-os-Santos passou a ser celebrada a 1 de Novembro sendo precedida por uma vigília na noite de 31 de Outubro, enquanto que a 2 de Novembro se celebra o Dia dos Fiéis Defuntos. É o dia da romagem aos cemitérios para homenagear os familiares que já morreram.

Os Irlandeses levaram o Halloween para os Estados Unidos, onde esta festa se tornou numa festa tradicional infantil. Nesta noite, as crianças mascaram-se e andam a pedir guloseimas de casa em casa, dizendo Tricks or Treats!  (Travessuras ou doçuras!).

 

 
publicado por Biblioteca às 13:54

Blog da Biblioteca da Escola Básica e Secundária D.João V
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
18
19
20

21
22
24
26
27

28
29


arquivos

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Recursos Educativos Digitais
DIIGO
pesquisar
 
Professora bibliotecária
Joana Generoso
Professora responsável pelo blog
Joana Generoso
subscrever feeds