ENTRE... LIVROS

Outubro 30 2011

 

 

A BIBLIOTECA AJUDA-O A POUPAR!

 

Vá à  biblioteca para ler os livros que quiser, sem pagar nada por isso!

O Dia mundial da Poupança foi estabelecido em 1924, durante um congresso de Economia na cidade italiana de Milão, com o objectivo de promover a noção de poupança.

Todos sabemos que é imprescindível saber poupar e nos tempos de crise o apelo à Poupança é inevitável.

Ainda a propósito de poupança, e para os que se lembram das Redacções da Guidinha *

 

Apresentamos a crónica publicada no suplemento “A Mosca” do Diário de Lisboa.

 

Estou farta de batatas até aos olhos não posso ver batatas à minha frente porque tenho um azar danado enquanto toda a gente hoje tem o DIA mundial da poupança eu nasci numa casa em que andamos há cinco anos ou mais sim ou mais que eu tenho a impressão de que nunca vivemos senão assim mas o melhor é voltar ao que eu estava a contar enquanto toda a gente tem o dia mundial da poupança nós lá em casa andamos no ANO inteiro da poupança e o pior é que já vamos para o quarto ano da poupança e para quê? para chegarmos vivos ao fim do mês vivos mas cheios de batatas até aos olhos (...) deviam dar uma medalha ao meu Pai porque ele é um homem bestial que inventou a tal poupança antes do resto do mundo cá para mim deviam pôr o retrato dele nos livros de história ao lado dos retratos dos navegadores porque ele descobriu a poupança antes dos outros sim porque a verdade é que a gente lá em casa anda a navegar em poupança antes dos outros há tantos anos que nem conhecemos outra coisa eu cá por mim estou à espera para ver se compro um livro de matemática porque com o dinheiro que o meu Pai ganha nem para o ano mas para voltarmos outra vez ao que eu estava a dizer o que eu quero é que ponham debaixo dos cartazes (do Dia Mundial da Poupança) «Viva o Pai da Guidinha que inventou o Ano da Poupança Doméstica» ou qualquer outra coisa parecida para se fazer justiça.

 


 

-------------

* «As "Redacções da Guidinha" foram uns textos de crítica de costumes, sob a forma de redacções escolares sem qualquer pontuação, escritos por uma suposta menina moradora no bairro da Graça, em Lisboa, chamada Guidinha. O verdadeiro autor dos textos não era mais do que o escritor Luis de
Sttau Monteiro. Estes textos foram publicados em 1969 e 1970 num suplemento humorístico, chamado "A Mosca", do "Diário de Lisboa", que foi um vespertino que deixou uma marca indelével na história do jornalismo português. O próprio suplemento "A Mosca" era dirigido por um outro excelente escritor, José Cardoso Pires.»

 

Deixamos aqui três sites com sugestões para poupar em diversos campos da nossa vida quotidiana:

 

http://saberpoupar.com/;
http://microsites.juventude.gov.pt/Portal/e-gerir/DiaPoupanca/.

http://saberpoupar.com/artigos/10-dicas-para-poupar-dinheiro-liv
 

publicado por Biblioteca às 21:06

Outubro 24 2011

 

 

A Organização das Nações Unidas (ONU) foi fundada oficialmente a 24 de Outubro de 1945 em São Francisco, Califórnia, por 51 países, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial.

A sua sede actual é na cidade de Nova Iorque.

Procura mais informação sobre a ONU e o seu papel no mundo, junto do teu professor ou da tua professora de História. 

 

publicado por Biblioteca às 07:42

Outubro 23 2011

 

 

De acordo com os objectivos delineados pela International Association of School Librarianship -IASL,

a Rede de Bibliotecas Escolares declara o dia 24 de outubro,

como o Dia da Biblioteca Escolar,

este ano dedicado ao tema

"Biblioteca escolar. Saber. Um poder para a vida."  

 

 

 

Estamos à tua espera.

 

publicado por Biblioteca às 10:09

Outubro 19 2011

Blogue:  Rede Bibliotecas Escolares
Mensagem:  "Recusar a educação é recusar o desenvolvimento"
Hiperligação:  http://blogue.rbe.min-edu.pt/2011/10/recusar-educacao-e-recusar-o.html

publicado por Biblioteca às 08:53

Outubro 15 2011

O livro que te propomos neste mês é A Perola, de John Steinbeck.

Sinopse

 

«Baseada num conto popular mexicano, A Pérola constitui uma inesquecível parábola poética
sobre as grandezas e as misérias do mundo tão contraditório em que vivemos.

É a história comovente de uma pérola enorme, de como foi descoberta e de como se perdeu…

levando com ela os sonhos bons e maus que representava,

mas é também a história de uma família e da solidariedade especial entre uma mulher,
um pobre pescador índio e o filho de ambos.»

 

 

 

 

 John Steinbeck  - PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 1962

 

Romancista norte-americano, nasceu em 1902 em Salinas, no estado da Califórnia,

filho de um político influente, tesoureiro público de origem germânica, e de uma professora irlandesa.

Tendo terminado os seus estudos secundários na sua terra natal,
Steinbeck ingressou na Universidade de Stanford.

Aí permaneceu entre 1920 e 1926, estudando Biologia Marinha,

 ciência que influenciaria grandemente a sua obra e a sua percepção do mundo,

sem ter, no entanto, chegado a obter o diploma de curso.

Durante estes anos de vida académica, Steinbeck estreou-se como escritor,

publicando alguns dos seus contos e poemas em publicações universitárias.
Colaborou no periódico The American, de Nova Iorque, como repórter. 
Entre as suas obras destacam-se, por exemplo: As Vinhas da Ira, 1939 e A Leste do Paraíso, 1952. 

 

Aqui está um pequeno excerto do livro que podes requisitar na biblioteca:

 

O meu filho há de ler e abrir os livros  

 

[Kino tinha encontrado uma pérola de grande valor e imaginava o que poderia fazer com o dinheiro que a venda da pérola lhe renderia, numa época em que a escolarização não era obrigação mas um privilégio de pessoas com recursos económicos.] 

Na pérola via Coyotito sentado a uma carteira numa escola como a que Quino tinha visto um dia através de uma porta aberta.

E Coyotito tinha um casaco vestido, e um colarinho branco e uma larga gravata de seda. Além disso, Coyotito estava a escrever numa grande folha de papel. Kino olhou para os vizinhos, orgulhosamente:

- O meu filho há de ir à escola - disse, e fez-se silêncio entre os vizinhos.
Juana conteve a respiração. Os seus olhos brilhavam ao fitá-lo, e baixou rapidamente o olhar para Coyotito, para ver se aquilo seria possível.

Mas a profecia brilhava no rosto de Kino.

- O meu filho há de ler e abrir livros, e o meu filho há de escrever e conhecer a escrita. E o meu filho há de fazer números, e essas coisas hão de libertar-nos, porque ele há de saber, há de saber e nós havemos de saber através dele.

E na pérola Kino viu-se a si próprio e a Juana acocorados junto do fogo, dentro da cabana, enquanto Coyotito lia um grande livro.

- É isso que a pérola há-de fazer - disse Kino

                         

John Steinbeck  A Pérola

publicado por Biblioteca às 18:53

Outubro 14 2011

Faz uma pequena pausa no teu trabalho e segue os pequenos peixes comilões.

Para lhes dares de comer, clica em qualquer ponto do "aquário" e aparecerão aí pedacinhos de comida.

Verás que os pequenos peixes seguirão a comida onde quer que a colocares!

 

publicado por Biblioteca às 15:13

Outubro 07 2011

O Prémio Nobel da Literatura 2011 foi atribuído ao poeta e tradutor sueco Tomas Tranströmer, conhecido pelas suas metáforas e que escreve sobre temas como a morte e a memória.  

Os seus textos estão publicados em várias línguas e em Portugal existem poemas seus publicados em duas antologias, entre elas «Vinte e um poetas suecos».

Andrei Romanenko/Wikimedia Commons

 

Poeta sueco mais traduzido no mundo

 

Nascido em Estocolmo a 15 de abril de 1931, foi psicólogo de profissão até 1990.

Autor de cerca de 20 livros, lançou recentemente uma nova antologia.

Em 1988, foi distinguido com o prémio Pilot, destinado a escritores "com obra literária notável na língua sueca".

Publicou cerca de 15 obras numa longa carreira dedicada à escrita e venceu numerosos prémios literários, como o Prémio Literário do Conselho Nórdico, em 1990.

A maior parte da sua obra está escrita em verso livre, apesar de ter feito também experiências com linguagem métrica.

O poeta sofreu em 1990 um acidente vascular cerebral que o deixou em parte afásico e hemiplégico.

Apesar disso, continuou a escrever. Desde então, publicou mais três obras.

Vive actualmente numa ilha, longe dos olhares do mundo.

É o poeta sueco mais traduzido em todo o mundo (em 30 línguas).

Tranströmer começou a publicar poesia aos 23 anos e o seu primeiro livro intitulava-se "17 dikter" ("17 Poemas").

Em Portugal, Tomas Tranströmer está representado na coletânea "21 poetas suecos", editada pela Vega, em 1981.

A cerimónia de entrega dos Prémios Nobel 2011 realiza-se no próximo dia 10 de dezembro, na capital sueca.

Tomas Tranströmer, no entanto, não vai poder falar para agradecer.

Para os que querem lê-lo em português, podem experimentar aqui:
http://www.triplov.com/poesia/Tomas-Transtromer/index.htm

  

 

O Poeta cantou Lisboa

 

No bairro de Alfama os eléctricos amarelos
cantavam nas calçadas íngremes.
Havia lá duas cadeias. Uma era para ladrões.
Acenavam através das grades.
Gritavam que lhes tirassem o retrato.

“Mas aqui!”, disse o condutor e riu à sucapa como se cortado ao meio,
“aqui estão políticos”. Vi a fachada, a fachada, a fachada
e lá no cimo um homem à janela,
tinha um óculo e olhava para o mar.

Roupa branca no azul. Os muros quentes.
As moscas liam cartas microscópicas.
Seis anos mais tarde perguntei a uma senhora de Lisboa:
“será verdade ou só um sonho meu?”

 

«Lisboa», poema publicado em 1966 e editado em português no volume Vinte e Um Poetas Suecos, Vega, 1980

Tradução de Vasco Graça Moura.

 

Outros laureados deste ano:

Nobel da Medicina: Ralph Steinman, Bruce Beutler e Jules Hoffmann
Nobel da Física: Saul Perlmutter, Brian Schmidt e Adam Riess
Nobel da Química: Daniel Shechtman
Nobel da Literatura: Tomas Transtormer

Nobel da  Paz (atribuído a três mulheres): T.Karman, E. J. Sirleaf e L. Gbowee

publicado por Biblioteca às 19:57

Outubro 06 2011

«Gonçalo M. Tavares é o vencedor do Prémio Literário Fernando Namora/Estoril Sol 2011

com a obra “Uma viagem à Índia”.

O prémio no valor de 25 mil euros será entregue em data a anunciar, revelou a agência Lusa.

 

Entre os finalistas do Prémio Literário Fernando Namora/Estoril Sol 2011 encontravam-se

Hélia Correia (“Adoecer”), João Tordo (“O Bom Inverno”),

Pedro Rosa Mendes (“Peregrinação de Enmanuel Jhesus”)

 e Valter Hugo Mãe (“A Máquina de Fazer Espanhóis”).  



O júri, presidido por Vasco Graça Moura, considerou “a maneira inovadora como o autor explora as relações entre a forma romance e a matriz épica, bem como a hábil trama narrativa e a estruturação da acção”, lê-se na acta a que a Lusa teve acesso.

O júri é constituído ainda por Guilherme d’Oliveira Martins, em representação do Centro Nacional de Cultura;
José Manuel Mendes, pela Associação Portuguesa de Escritores;

Manuel Frias Martins, pela Associação Portuguesa dos Críticos Literários;

Maria Carlos Gil Loureiro, pela Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas;

Maria Alzira Seixo e Liberto Cruz, convidados a título individual,

e ainda Nuno Lima de Carvalho e Dinis de Abreu, pela Estoril. 



O vencedor do Prémio Fernando Namora/Estoril Sol do ano passado foi

“Ilusão (ou o que quiserem)”, de Luísa Costa Gomes.

O prémio de 2010 será entregue à autora, segunda-feira,

pelo Presidente da República, Cavaco
Silva.»

 

In  jornal  Público  http://www.publico.pt/Cultura/goncalo-m-tavares-recebe-premio-literario-fernando-namoraestoril-sol-2011-1514766

 

publicado por Biblioteca às 19:06

Outubro 04 2011
1. Independência de Portugal
 

 

A 5 de Outubro de 1143,  o rei Afonso VII  Rei de Leão e Castela  assinou o Tratado de Zamora,

com D. Afonso Henriques.

Este tratado assinala a separação entre aquele reino e o reino de Portugal e esta data  

é, geralmente, apontada como a da independência de Portugal.

 

 2. Implantação da República

 

 

A 5 de Outubro de 1910, um golpe de estado,organizado pelo Partido Republicano Português,

 pôs fim à monarquia constitucional e implantou a República em Portugal.

 

Para aprenderes mais sobre a República: 

Vídeo de homenagem ao Centenário da República:

http://www.youtube.com/watch?v=3gxWOKncGZs


Apresenta todos os Presidentes até à data e o Hino Nacional, "A Portuguesa". 

 

Aprende com o Parlamento Global - O que é a Constituição? 

http://www.parlamentoglobal.pt/parlamentoglobal/junior/2008/9/23/A+constituicao.htm

 

Podes consultar a Constituição da  República Portuguesa.

 (Sétima revisão constitucional - 2005) neste endereço: 

http://www.parlamento.pt/Legislacao/Paginas/ConstituicaoRepublicaPortuguesa.aspx

 

Para teres acesso à página oficial da Presidência da República Portuguesa,

clica aqui http://www.presidencia.pt/

 

3. Dia Mundial do Professor

 

 

 

A 5 de Outubro celebra-se o Dia Mundial do Professor em mais de 100 países.

 A comemoração deste dia é uma iniciativa da UNESCO assumida desde 1994.

 Os professores são mais de 60 milhões em todo o mundo e a UNESCO reconhece que se trata de um grupo profissional fundamental

 sem o qual “não pode haver nem desenvolvimento durável, nem coesão social, nem paz”. 

 

Segundo as recomendações das Nações nas celebrações do Dia do Professor 2004, ao comemorar este dia estamos a dizer aos
professores

 “Apreciamo-vos. Valorizamos terem escolhido esta profissão, tão fundamental para a nossa sociedade;

valorizamos as vossas iniciativas quando abrem caminhos de conhecimento e tolerância;

temos consciência que a vossa profissão exige muito de vós e acarreta muitas responsabilidades;

sabemos que é fundamental que tenham formação apropriada e um ambiente de trabalho decente;

consideramos os esforços adicionais que fazem também os professores com alunos que têm necessidades educativas especiais;
reconhecemos a vossa capacidade para ouvir os alunos, chamá-los às responsabilidades.

Em suma, aconselhamos todos os alunos, encarregados de educação, líderes locais e nacionais,

empresas, instituições, governos, a dizer apenas neste próximo dia 5: Nós apreciamos-te, Professor”

Fonte: http://bica.cnotinfor.pt/noticia.php?edi=34&nt=595

 

Como homenagem aos professores que trabalham na nossa escola oferecemos este poema de Sebastião da Gama:

 

O sonho

 

Pelo Sonho é que vamos,

comovidos e mudos.
Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não haja frutos,

pelo sonho é que vamos.

 

Basta a fé no que temos,
Basta a esperança naquilo

que talvez não teremos.

Basta que a alma demos,

com a mesma alegria,

ao que desconhecemos

e do que é do dia-a-dia.

 

Chegamos? Não chegamos?

- Partimos. Vamos. Somos.

 

in  Pelo Sonho é que Vamos

 

 

publicado por Biblioteca às 15:38

Outubro 03 2011

Dia da Reunificação da Alemanha 

A 3 de Outubro, feriado nacional alemão, celebra-se a reunificação, em 1990, 

da República Federal Alemã e da República Democrática Alemã,

separadas desde o Segundo Pós-Guerra.

A união das duas Alemanhas só foi possível após a queda do muro de Berlim, em 1989.

 

 

 

publicado por Biblioteca às 20:29

Outubro 01 2011

 

O Dia Mundial da Música foi instituído, em 1975, pelo International Music Council,
uma organização não-governamental, fundada em 1948, sob o patrocínio da UNESCO.

 

ANTONIO VIVALDI ~AUTUMN~ (full)

publicado por Biblioteca às 14:47

Blog da Biblioteca da Escola Básica e Secundária D.João V
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

16
17
18
20
21
22

25
26
27
28
29

31


arquivos

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Recursos Educativos Digitais
DIIGO
pesquisar
 
Professora bibliotecária
Joana Generoso
Professora responsável pelo blog
Joana Generoso
subscrever feeds