ENTRE... LIVROS

Outubro 15 2011

O livro que te propomos neste mês é A Perola, de John Steinbeck.

Sinopse

 

«Baseada num conto popular mexicano, A Pérola constitui uma inesquecível parábola poética
sobre as grandezas e as misérias do mundo tão contraditório em que vivemos.

É a história comovente de uma pérola enorme, de como foi descoberta e de como se perdeu…

levando com ela os sonhos bons e maus que representava,

mas é também a história de uma família e da solidariedade especial entre uma mulher,
um pobre pescador índio e o filho de ambos.»

 

 

 

 

 John Steinbeck  - PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 1962

 

Romancista norte-americano, nasceu em 1902 em Salinas, no estado da Califórnia,

filho de um político influente, tesoureiro público de origem germânica, e de uma professora irlandesa.

Tendo terminado os seus estudos secundários na sua terra natal,
Steinbeck ingressou na Universidade de Stanford.

Aí permaneceu entre 1920 e 1926, estudando Biologia Marinha,

 ciência que influenciaria grandemente a sua obra e a sua percepção do mundo,

sem ter, no entanto, chegado a obter o diploma de curso.

Durante estes anos de vida académica, Steinbeck estreou-se como escritor,

publicando alguns dos seus contos e poemas em publicações universitárias.
Colaborou no periódico The American, de Nova Iorque, como repórter. 
Entre as suas obras destacam-se, por exemplo: As Vinhas da Ira, 1939 e A Leste do Paraíso, 1952. 

 

Aqui está um pequeno excerto do livro que podes requisitar na biblioteca:

 

O meu filho há de ler e abrir os livros  

 

[Kino tinha encontrado uma pérola de grande valor e imaginava o que poderia fazer com o dinheiro que a venda da pérola lhe renderia, numa época em que a escolarização não era obrigação mas um privilégio de pessoas com recursos económicos.] 

Na pérola via Coyotito sentado a uma carteira numa escola como a que Quino tinha visto um dia através de uma porta aberta.

E Coyotito tinha um casaco vestido, e um colarinho branco e uma larga gravata de seda. Além disso, Coyotito estava a escrever numa grande folha de papel. Kino olhou para os vizinhos, orgulhosamente:

- O meu filho há de ir à escola - disse, e fez-se silêncio entre os vizinhos.
Juana conteve a respiração. Os seus olhos brilhavam ao fitá-lo, e baixou rapidamente o olhar para Coyotito, para ver se aquilo seria possível.

Mas a profecia brilhava no rosto de Kino.

- O meu filho há de ler e abrir livros, e o meu filho há de escrever e conhecer a escrita. E o meu filho há de fazer números, e essas coisas hão de libertar-nos, porque ele há de saber, há de saber e nós havemos de saber através dele.

E na pérola Kino viu-se a si próprio e a Juana acocorados junto do fogo, dentro da cabana, enquanto Coyotito lia um grande livro.

- É isso que a pérola há-de fazer - disse Kino

                         

John Steinbeck  A Pérola

publicado por Biblioteca às 18:53

Blog da Biblioteca da Escola Secundária c/ 2º e 3º Ciclos D.João V
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

16
17
18
20
21
22

25
26
27
28
29

31


Recursos Educativos Digitais
DIIGO
pesquisar
 
Professora bibliotecária
Joana Generoso
Professora responsável pelo blog
Joana Generoso
subscrever feeds