ENTRE... LIVROS

Janeiro 05 2016

 

livro de janeiro.png

Sinopse:

Durante os anos da Depressão, Atticus Finch, um advogado viúvo de Maycomb, uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos, recebe a dura tarefa de defender um homem negro injustamente acusado de violar uma jovem branca. Através do olhar curioso e rebelde de uma criança, Harper Lee descreve-nos o dia-a-dia de uma comunidade conservadora onde o preconceito e o racismo caracterizam as relações humanas, revelando-nos, ao mesmo tempo, o processo de crescimento, aprendizagem e descoberta do mundo típicos da infância. Recentemente, alguns dos mais importantes livreiros norte-americanos atribuíram grande destaque ao livro, ao elegerem-no como o melhor romance do século XX.

A autora

Harper Lee.jpg 1.jpg

Harper Lee 

Nasceu em 1926, em Monroeville, nos Estados Unidos da América, onde frequentou o Huntigton College e estudou Direito na Universidade do Alabama.
Foi galardoada com o Prémio Pulitzer e com vários outros prémios.
Mataram a Cotovia  foi nomeado pelos principais livreiros americanos como O Melhor Romance do século XX, a obra-prima da literatura americana. Já vendeu mais de 30 milhões de exemplares em todo o mundo e está traduzido para mais de 40 línguas.

"Vai e Põe uma Sentinela", é o segundo livro de Harper Lee editado recentemente em Portugal. Há 50 anos que a escritora não publicava.

publicado por Biblioteca às 19:42

Dezembro 01 2015

montanha mágica.jpg

Sinopse

História mágica ou filosófica, romance histórico ou de formação, narrativa sobre o tempo ou viagem interior de um jovem alemão honrado e ávido de experiências, este romance envolve e enreda o leitor em teias mágicas que não mais o libertarão, entre a sátira e a seriedade, o humor e a ironia, a luz e o niilismo, numa sinfonia contra-pontística em que liberalismo e conservadorismo, decadência e sublimação, doença e saúde, espírito e natureza, morte e vida, honra e volúpia se sucedem num torvelinho que só a Primeira Guerra Mundial conseguirá dissipar. Quando as fundações da Terra e da montanha mágica começam a tremer, quando o mundo hermético feito de tédio, torpor e exasperação começa a abalar, por acção do trovão e do enxofre, das baionetas e dos canhões, é que o arganaz adormecido esfrega os olhos e começa a endireitar-se, saindo da sua tenaz hibernação, expulso do seu reino e dos seus sonhos, salvo e liberto, depois de quebrado tão longo e mágico encanto.

O autor

Thomas Mann.jpg

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 1929

Escritor de língua alemã, Thomas Mann nasceu em Lübeck, em 1875, numa família burguesa opulenta, domiciliada naquela cidade do Schleswig-Holstein. Era irmão do notável escritor Heinrich Mann e pai do historiador Golo Mann.
Os desejos de liberdade plena cedo o levaram a manifestar-se em favor do regime republicano e da democracia, dando provas claras desse seu liberalismo no romance Os Buddenbrook, uma análise psico-realista da burguesia decadente, que publicou em 1901, quando tinha apenas vinte e cinco anos, e que lhe conferiu considerável notoriedade no mundo da literatura. 
Tendo sofrido influência da filosofia de Nietzsche (1844-1900) e de Schopenhauer (1788-1860), Thomas Mann revela-se, de modo especial, como romancista de caracteres doentios e decadentes, e passa a ser considerado como mestre do romance psicológico e da novela psicológica.

publicado por Biblioteca às 18:33

Novembro 03 2015

livro de novembro.jpg

Sinopse

Em A Rapariga que Inventou Um Sonho, o autor do best-seller Kafka à Beira-Mar envolve a fantasia com a mais natural das realidades. Do surreal ao mundano, estas histórias exibem a sua habilidade de transformar o curso da experiência humana na mais pura e surpreendente arte literária.
Há corvos animados, macacos criminosos, um homem de gelo… Há sonhos que nos moldam e coisas que sempre sonhámos ter… Há reuniões em Itália, um exílio romântico na Grécia, umas férias no Havai… Há personagens que se confrontam com perdas dolorosas, outras que se deparam com distâncias inultrapassáveis entre os que querem estar o mais próximo possível.
Quase todas as histórias são melancólicas, com personagens submersas pela solidão. Murakami junta os seus temas favoritos: os acontecimentos inexplicáveis (o tal toque de fantástico que provoca por vezes a sua inclusão na corrente do realismo fantástico), as coincidências, o jazz, os pássaros e os gatos. Tal como foi escrito no Los Angeles Times Book Reviey, "Murakami abraça o fantástico e o real, cada um com a mesma envolvência de intensidade e luminosidade.

 O autor

Murakami_lr.jpg

Haruki Murakami nasceu em Quioto, em 1949. Estudou teatro grego antes de gerir um bar de jazz em Tóquio, entre 1974 e 1981. Além de Sputnik, Meu Amor, Kafka à Beira-Mar, Dance, Dance, Dance e A Wild Sheep Chase, que recebeu o Prémio Noma destinado a novos escritores, Murakami é ainda autor, entre outros, de Hard-boiled Wonderland and the End of the World (distinguido com o prestigiado Prémio Tanizaki) e, mais recentemente, de Blind Willow, Sleeping Woman, a sua terceira colectânea de contos, distinguida com o Frank O'Connor International Short Story Award.

É um escritor particularmente influenciado pela cultura ocidental.

publicado por Biblioteca às 18:53

Março 01 2015

livro de março.jpg

 SINOPSE:

No inverno de 1975, em Cabul, tudo o que Amir mais deseja no mundo é ganhar um concurso de papagaios para poder impressionar o seu pai, e Hassan, o seu amigo inseparável, está determinado a ajudá-lo. Mas, na tarde do concurso, um terrível acontecimento vai destruir os laços que unem os dois rapazes para sempre. E, mesmo quando a família de Amir é forçada a fugir do Afeganistão após a invasão soviética, Amir sabe que um dia terá de regressar à sua terra natal em busca de redenção. Já adaptado ao cinema, O Menino de Cabul é uma história de amor e amizade passada no cenário devastador do Afeganistão nos últimos 30 anos.

O AUTOR

liautor m.jpg

Khaled Hosseini nasceu em 1965 em Cabul, no Afeganistão. A sua família encontrava-se em Paris quando em 1980 se deu a invasão soviética, tendo pedido asilo político aos EUA, onde o autor vive atualmente. Formado em Biologia e Medicina, publicou em 2003 o seu primeiro livro, O Menino de Cabul, que rapidamente se tornou um enorme sucesso a nível internacional. Em 2006, Hosseini foi nomeado Embaixador da Boa Vontade do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados. Em 2007 lançou Mil Sóis Resplandecentes, que a Presença publicou na coleção «Grandes Narrativas». O seu mais recente romance, E as Montanhas Ecoaram, foi vendido para 42 países.

publicado por Biblioteca às 15:50

Janeiro 07 2015

livro de janeiro.jpg

Sinopse

A mulher que prendeu a chuva reúne 14 contos que partem da vida quotidiana mas se abrem, insensivelmente, a outros mundos - oníricos, fantásticos, terríveis ou absurdos - que nem por isso deixam de nos pertencer e de ser o lugar onde habitamos.
"Corria para a frente, na noite, no dorso de um cavalo enlouquecido, que me arrastava, para nenhum lugar. Não havia pontos de referência na paisagem, cavalgávamos na desfilada, depressa, cada vez mais depressa, e no entanto sem avançar no espaço. Não sabia onde estava e recordava-me só vagamente do meu nome. Mas não esquecera o teu. Nem o facto de que estavas morto."

(do conto Cavalos nocturnos)     

A autora

teolinda%20gersao.jpg

 

Teolinda Gersão nasceu em Coimbra, estudou Germanística e Anglística nas Universidades de Coimbra, Tuebingen e Berlim, foi Leitora de Português na Universidade Técnica de Berlim, docente na Faculdade de Letras de Lisboa e posteriormente professora catedrática da Universidade Nova de Lisboa, onde ensinou Literatura Alemã e Literatura Comparada até 1995.

A partir dessa data passou a dedicar-se exclusivamente à literatura. É autora de O silêncio (romance, Prémio Pen Club 1981), Paisagem com mulher e mar ao fundo (romance), Os guarda-chuvas cintilantes (diário ficcional), O cavalo de Sol (romance, Prémio Pen Club 1989), A casa da cabeça de cavalo (romance, Grande Prémio APE 1985; shortlisted para o Prémio Europeu de romance Aristeion), A árvore das palavras (romance), Os teclados (novela, Prémio da Associação Internacional dos Críticos Literários), Os anjos (novela), Histórias de ver e andar (contos, Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco 2002), O mensageiro e outras histórias com anjos (contos), A mulher que prendeu a chuva (contos, Prémio Máxima de Literatura 2008, Prémio de Literatura da Fundação Inês de Castro 2008,A Cidade de Ulisses (2011) que foi o nosso livro do mês de abril  em 2012.O seu livro mais recente é As Águas Livres (2013).

publicado por Biblioteca às 18:12

Dezembro 01 2014

contos de natal.jpg

Sinopse

Diz-se que quando uma leve neve cai do céu, quando a cidade se enche de luzes de Natal, quando se penduram as meias na chaminé, é muito mais divertido ler e ouvir histórias.  Na verdade, existem livros que contam histórias tão calorosas que parece que o Natal começa logo ali, e que continua ao longo do ano, para além do Natal, sempre que as lemos ou ouvimos. É o que acontece quando pegamos neste livro. Um encantamento ao longo de 144 páginas que nos mantém suspensos das palavras e maravilhados pelas ilustrações. 

A magia do Natal que conquista toda a família e amigos. A alegria de partilhar momentos irresistíveis, que iluminam o rosto da criança que recebe um livro de Natal. Um conto para cada dia da semana, com uma magia que se repete sempre que se lê e folheia o livro.

Escolhe o dia da semana e vem à BE ler o conto respetivo.

 

publicado por Biblioteca às 14:25

Blog da Biblioteca da Escola Secundária c/ 2º e 3º Ciclos D.João V
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Recursos Educativos Digitais
DIIGO
pesquisar
 
Professora bibliotecária
Joana Generoso
Professora responsável pelo blog
Joana Generoso