ENTRE... LIVROS

Junho 01 2021

Para que é que servem as crianças?

Para percebermos que uma criança nos faz descobrir que somos crianças até não desistirmos de crescer.

Eduardo Sá

Dia da criança 1.jpg

Para que é que servem as crianças?

Para voltarmos a conjugar o amor começando pela palavra confiar.

Para descobrimos tudo o que, estando debaixo dos nossos olhos, nos falta descobrir.

Para voltarmos a sorrir. E para fazermos disso o lado soalheiro de todos os dias.

Para olharmos nos olhos. Bem lá para o fundo. Sem tempo e sem pressa. Até ao umbigo da alma.

Para que é que servem as crianças?

Para lhes trazermos histórias, historietas, cantigas de embalar e cantilenas perdidas. E saltitarmos até ao passado. Para ir buscar todos aqueles que nos fizerem sentir o melhor do seu mundo. E dividirmos com elas o melhor de quem nos amou.

Para apanharmos os maus. E espantarmos os feios. E caçarmos, um a um, os pesadelos. E guardarmos o sono. E dormirmos descansados no descanso com que os aconchegamos, junto a nós.

Para fazer com que o “faz de conta” volte a ser mais importante. E só isso nos faça voltar a ver o mundo até aos intestinos. E só isso nos dê olhos de ver. E razões, de sobra, para nos encantar.

Para nos voltarmos a sentir pequeninos. E indefesos. E, só assim, para voltarmos a ter dúvidas e aprender.

Para que é que servem as crianças?

Para darmos colo. E darmos mimo. E darmos corda às lamúrias. E para podermos ser patetas. E descobrir que, afinal, ainda sabemos rir.

Para darmos a mão. E sentirmos que nela se guardam todos os super-heróis com todos os superpoderes que há no mundo.

Para reabilitarmos o fazer beicinho. E o “dá-me colo!”. E a arte de fazer lamúrias. E o engenho de malandrar. E o amor. Claro.

Por Eduardo Sá

 
publicado por Biblioteca às 14:20

Blog da Biblioteca da Escola Básica e Secundária D.João V
Junho 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
30


Recursos Educativos Digitais
DIIGO
pesquisar
 
Professora bibliotecária
Joana Generoso
Professora responsável pelo blog
Joana Generoso